Câmara de Vereadores de Alvorada Doeste gastou no ano passado R$ 77.715,25 em diárias - Giro Central
 

Câmara de Vereadores de Alvorada Doeste gastou no ano passado R$ 77.715,25 em diárias

por: Ronan Almeida Politica
camara-de-vereadores-de-alvorada-doeste-gastou-no-ano-passado-r-7771525-em-diarias
Câmara de Vereadores de Alvorada Doeste

No ano passado, a Câmara de Vereadores do município de Alvorada D´oeste gastou R$ 77.715,25 com diárias para os seus 11 (onze) parlamentares e para servidores da casa.

Os vereadores que mais receberam diárias são:

01)

Nelci Verdan                      

R$ 11.102,08

02)

Max                                       

R$ 9.335,84

03)

Demi da Oitavinha            

R$ 8.074,92

04)

Cézar Timóteo                    

R$ 8.074,24

05)

Mailson de Oliveira            

R$ 7.821,92

06)

Jair Vereador                      

R$ 7.317,28

07)

João do Sindicato             

R$ 6.308,00

08)

Marcos da Batista               

R$ 5.551,04

09)

Diogo Souza                        

R$ 5.046,40

10)

Débora Pereira                   

R$ 5.046,40

11)

Viva                                       

R$ 4.037,12

 

Os servidores da Câmara Municipal que mais receberam diárias são:

 

01)   

Ullians Izaquiel          

R$ 12.886,27

02)  

Ezenildo Dutra            

R$ 9.435,26

03)  

Clodoaldo da Cruz       

R$ 4.312,35

04)  

Maria Siqueira              

R$ 1.513,92

05)  

Moacir Amaro              

R$ 1.081,38

06)  

Anderson Carneiro         

R$ 351,85

07)  

Maria da Costa                

R$ 175,85

08) 

Sandra Regina                 

R$ 175,85

 

Um detalhe que chama a atenção com relação a recebimento de diárias em 2017 pagas pelo contribuinte é que o servidor da Câmara Municipal de Alvorada D´oeste Ullians Izaquiel Montavão de Lara, lotado como controlador interno, ganhou mais em diárias do que a presidente da casa vereadora Nelci Verdan, ou seja, enquanto o primeiro recebeu R$ 12.886,27, a segunda faturou R$ 11.102,08, uma diferença de valor de R$ 1.784,19.

O cargo de controlador interno é o mais importante exercido no legislativo de Alvorada D´oeste porque sua função é exatamente de atuar para evitar gasto do contribuinte sem nenhuma necessidade. Portanto, o controlador da casa deu um mal exemplo à população do município que pelos dados que extraímos do portal da transparência do poder legislativo, quem recebeu mais diária do pagador de imposto (povo=eleitor) é o servidor que foi lotado exatamente como controlador interno. Pelo andar da carruagem, a câmara terá que fazer concurso público para nomear um outro controlador interno para controlar aquele que parece não se controla, ou seja, agiu compulsivamente usando verba pública para prestar serviço à casa de leis. Certamente, a presidência do legislativo também tem sua responsabilidade de não ter observado essa desproporção no recebimento de dinheiro entre ela e seu controlador interno.

 

Um dado negativo que analisamos é que poucas pessoas do município de Alvorada D´oeste demonstraram interesse em visualizar o portal da transparência da Câmara Municipal para acompanhar a atuação do seu parlamentar com relação a uso de verba pública com diárias. Esse situação ocorreu no município de Costa Marques e bastou esse site fazer publicação de uso de dinheiro público na prefeitura por parte do prefeito e seu motorista, que gastaram quase R$ 100 mil reais apenas em diárias, o número de acesso ao portal daquele município aumentou 3000%, o que demonstra que o povo começou a observar com maior interesse essa ferramenta tão importante que é portal da transparência, um "inferno" para políticos corruptos que assolam aos cofres públicos no Brasil.

 

Nosso último registro é com relação à utilização de diárias por parte do prefeito do município de Alvorada D´oeste, professor Walter, que recebeu R$ 103 mil reais em diárias. O prefeito e professor Walter também deu um mal exemplo à população do município que administra por dois motivos: como gestor principal do poder executivo é dele a ordem para pagamento de diárias e o município está em situação financeira muito difícil e isso é notório. Segundo motivo é que como professor está ensinando errada a palavra economia que para ele virou sinônimo de gastança, pois não é possível que um chefe de um poder não se atente ao princípio da moralidade na gestão pública, tão cobrada pela população em época de eleição e certamente o prefeito mencionou a palavra economizar várias vezes em seus discursos que 5.180 eleitores  que convenceram seria a melhor opção para administrar o município de 2017 a 2020. Que 2018, tanto a câmara quanto a prefeitura de Alvorada percebam a necessidade de economizar para investir melhor o dinheiro do contribuinte na educação, que deve ser a prioridade número um dos dois poderes do município, que se conscientizem que em 2019 haverá outra eleição para prefeito e vereador e quanto maior transparência no gasto do dinheiro do povo mais a população vai sentir a grandeza no zelo com a coisa pública.  

Texto: Ronan Almeida de Araújo é proprietário do site Giro Central e jornalista registrado no Ministério do Trabalho sob o número 431/98/RO.