Vergonhoso: câmara aprova agora à noite projeto que corta gratificação dos professores de Costa Marques - Giro Central

Vergonhoso: câmara aprova agora à noite projeto que corta gratificação dos professores de Costa Marques

por: Ronan Almeida Noticias
tbZQvIIpi2l8
Câmara aprova agora à noite projeto que corta gratificação dos professores

A câmara de vereadores de Costa Marques aprovou agora) o  projeto de lei complementar de autoria do prefeito Mirandão que corta a gratificação dos professores do município. Mesmo com muitos protestos da população e especialmente dos professores, o projeto foi aprovado por  5 votos a favor e três contra. Os vereadores que votaram favoravelmente ao projeto são: Maurinho, Neusa, Bugão, Fabiano  e Mohamed. Os vereadores que votaram contra são: Clébson Gonçalves, professor Serginho e Biazini. Agora o projeto será encaminhado para o prefeito que vai sancioná-lo e a partir deste mês a gratificação dos professores que gira em torno de R$ 400 mensais será excluída do ccontre-cheque do sofrido professor do Município de Costa Marques Esta é uma derrota e não uma vitória do prefeito Mirandão que sepultou totalmente qualquer pretensão política futura de ser prefeito ou deputado. De forma semelhante, os vereadores que foram a favor do prefeito certamente seguirão o mesmo caminho do prefeito. A partir de agora, os professores terão redução salarial e a culpa de tudo isso é do prefeito e da sua esposa, que é professora em Costa Marques. Vocês serão sempre lembrados como inimigos da educação.  O  município está de luto e o enterro do prefeito, de sua esposa, do procurador-geral do municipio Dr.Valnir, Raimundinho, chefe de gabinete e, especialmente, da secretária de Educaçâo Kréfia, que traiou a categoria que pertence, já está traçado na história do municípuo. Até vereador do PT votou contra os professores: Maurinho, que daqui pra frente será chamado de inimigo do trabalhador e todos que ajudaram Mirandão a tirar os direitos dos professores, a única coisa certa para vocês é a data do sepultanento político dos senhores: as próximas eleições. 


Texto: Ronan Almeida de Araújo